Jordan Binnington, goleiro do St. Louis Blues

Vale a pena investir em algum goleiro “emergente”?

Encontrar um goleiro na NHL não é fácil. O sonho de cada franquia é encontrar um jogador que segure a barra em momentos decisivos para garantir as vitórias do time.

Mas, e quando esse goleiro é encontrado quando menos se espera? Por exemplo: o titular na posição se contunde ou apresenta queda de rendimento. Então, o treinador coloca o backup e este começa a jogar em nível alto e traz vitórias – ou até a Stanley Cup – para o time.

O que fazer depois da temporada? Deve-se trocar – ou deixar de renovar – com o antigo detentor da posição? Deve-se renovar com o novo goleiro ou tentar mandá-lo para outra equipe, a fim de conseguir boas escolhas no Draft?

Com esses questionamentos em mente, vamos elencar alguns exemplos de goleiros “emergentes” – isto é, que começam a jogar durante a temporada – recentes e analisar o que aconteceu após o grande desempenho do goleiro.

Matt Murray (Pittsburgh Penguins e Ottawa Senators)

As Stanley Cups vencidas back-to-back do Pittsburgh Penguins em 2016 e 2017 possuem as mãos de Matt Murray. Na primeira conquista, Murray assumiu a titularidade a partir de abril de 2016 após o titular Marc-Andre Fleury ter sofrido uma concussão.

Logo depois, o próprio Murray sofreu uma contusão, mas retornou às redes do time de Pittsburgh e liderou a NHL nos playoffs com 15 vitórias, além de ter feito porcentagem de defesas de 92,3% e média de gols sofridos de 2,08.

Em 2016-17, Matt Murray participou de mais jogos na temporada regular, passando de 13 para 49. Contudo, mais uma vez, Murray apareceu mais na fase decisiva da pós-temporada. No jogo 3 da final da Conferência Leste, contra o Ottawa Senators, Murray foi para o rinque substituir Fleury após este ceder quatro gols no primeiro período na derrota por 5 a 1, deixando os Senators na liderança da série por 2 a 1. Desde então, Murray assumiu a meta do time de Pittsburgh, a equipe virou a disputa contra os Sens e, consequentemente, levou a sua segunda Stanley Cup seguida, derrotando o Nashville Predators por 4 a 2 na série.

TemporadaTimeGPGSWLOTSV%GAASO
2017-18WSH35281510392,32,353
2018-2022*COL, SEA14513977461491,12,5612

No ano seguinte, Murray viria se tornar o goleiro principal dos Penguins, com Marc-Andre Fleury indo para o Vegas Golden Knights via Draft de Expansão. No entanto, a sua produção não foi a mesma. Já em 2017-18, a sua porcentagem de defesas caiu para apenas 90,7%, enquanto a média de gols sofridos foi de 2,92. Na temporada seguinte, ele apresentou uma leve recuperação, mas voltou a cair em 2019-20, com apenas 89,9% de porcentagem de defesas.

Por fim, em outubro de 2020, Matt Murray foi trocado para o Ottawa Senators, entretanto o seu desempenho segue sendo abaixo do esperado.

Philipp Grubauer (Washington Capitals, Colorado Avalanche e Seattle Kraken)

Assim como Matt Murray, a trajetória de Philip Grubauer tem uma conquista da Stanley Cup como plano de fundo. Mas, ao passo que Murray esteve envolvido diretamente nas conquistas do Pittsburgh Penguins, Grubauer saiu do gol do Washington Capitals nos playoffs, embora tenha assumido a posição durante a temporada.

Grubauer era tido como um reserva confiável do goleiro Braden Holtby em suas primeiras cinco temporadas. No entanto, em 2017-18, ele teve que assumir a titularidade dos Capitals. Holtby fez uma temporada regular muito ruim, com porcentagem de defesas de 90,7% e 2,99 de média de gols sofridos.

Na pós-temporada, a realidade mudou para Philipp Grubauer. Nas duas primeiras partidas contra o Columbus Blue Jackets, Grubauer somou oito gols sofridos no total (quatro em cada jogo), mas nem chegou a terminar o segundo duelo da série. Logo após sofrer três tentos no segundo período, Grubauer cedeu o lugar para Holtby faltando pouco para o intervalo. Então, Braden Holtby não deixou mais o gol e os Capitals conquistaram a sua primeira Stanley Cup na história.

TemporadaTimeGPGSWLOTSV%GAASO
2017-18WSH35281510392,32,353
2018-2022*COL, SEA14513977461491,12,5612

Durante a intertemporada de 2018-19, Grubauer se tornou goleiro do Colorado Avalanche, após ser trocado pelo Washington Capitals. No entanto, ele não conseguiu apresentar números tão bons nos seus primeiros dois anos no Avalanche. O alemão ficou na parte de baixo no ranking dos 20 melhores goleiros da NHL. Todavia, Grubauer teve ótimo desempenho na temporada passada, sendo o segundo goleiro com mais vitórias (30) e em média de gols sofridos (1,95), e oitavo em porcentagem de defesas (92,3%). Ademais, ele foi o líder da liga em shutouts (sete).

Nesta temporada, porém, Grubauer está jogando mal após ter acertado um contrato de seis anos com o Seattle Kraken.

Jordan Binnington (St. Louis Blues)

A Stanley Cup também faz parte da trajetória de Jordan Binnington. Bem como Matt Murray, Binnington tem relação com a conquista inédita do St. Louis Blues em 2018-19. Antes de ele se tornar o goleiro titular dos Blues, o time tinha campanha de 16-19-4. Desde a sua estreia como o principal jogador da posição, Binnington liderou a NHL em média de gols sofridos.

Durante aquela pós-temporada, o novo goleiro dos Blues seguiu em boa forma. Ele liderou a liga em jogos disputados (26) e vitórias (16). Ademais, Binnington terminou a trajetória da conquista da Copa com porcentagem de defesas de 91,4% e média de 2,46 gols sofridos.

TemporadaTimeGPGSWLOTSV%GAASO
2018-19STL3230245192,71,895
2019-2022*STL11511459361890,92,744

Na temporada seguinte, Jordan Binnington foi o terceiro goleiro com mais vitórias em 2019-20 (30), a sua porcentagem de defesas caiu para 91,2% e a média de gols sofridos foi de 2,56.

O declínio de Binnington na temporada 2020-21 foi ainda maior, entretanto teve mais um agravante. Em março de 2021, o goleiro assinou uma extensão contratual por seis temporadas e cap hit de seis milhões de dólares. Binnington apresentou a 25ª melhor porcentagem de defesas (91%) e a média de gols sofridos caiu para a 23ª posição (2,65).

Não apenas na temporada regular que a queda dos números de Binnington foi vertiginosa, mas também nos playoffs. O goleiro do time do Missouri não conseguiu mais nenhuma vitória na pós-temporada desde a vitória no jogo 7 contra o Boston Bruins, em 2019, com nove derrotas combinadas em 2020 e 2021. Além disso, a sua porcentagem de defesas no período é de 87,5% e média de 4,19 gols sofridos.

Já nesta temporada regular, Jordan Binnington está com os seus piores números na carreira e está perdendo alguns jogos, sendo preterido pelo goleiro Ville Husso.

Elvis Merzlikins (Columbus Blue Jackets)

O caso de Elvis Merzlikins é um pouco diferente em relação aos goleiros listados anteriormente. Em sua temporada de calouro, 2019-20, o goleiro letão começou como reserva de Joonas Korpisalo, jogando uma vez a cada duas semanas mais ou menos. Entretanto, ele começou a aparecer mais frequentemente na meta dos Blue Jackets a partir de janeiro de 2020. Porém, Merzlikins não substituiu Korpisalo, pois este continuou como o principal jogador da posição durante os playoffs na bolha (o letão foi titular em apenas duas partidas).

Apesar de não ter assumido a titularidade definitiva do time da capital de Ohio, Merzlikins impressionou. O goleiro terminou a temporada sendo o quinto melhor em porcentagem de defesas e média de gols sofridos.

TemporadaTimeGPGSWLOTSV%GAASO
2019-20CBJ3331139892,32,355
2020-2022*CBJ54482223691,42,974

Em 2020-21, o roteiro da utilização de goleiros do Columbus Blue Jackets foi parecido com a temporada anterior. Contudo, a principal diferença foi o fato de Korpisalo ter caído muito de produção. Só para ilustrar, a sua porcentagem de defesas foi de 91,1% para 89,4%. Por sua vez, Merzlikins registrou 91,6% nessa estatística, entre os 15 melhores goleiros da liga. Entretanto, ele continuou sofrendo com a ineficiência defensiva dos Jackets, com média de gols sofridos de 2,77, apenas na 33ª colocação no ranking da NHL.

Antes desta temporada, o Columbus Blue Jackets assinou uma extensão de cinco temporadas com Elvis Merzlikins, cujo cap hit é de US$ 5,4M. Entretanto, o desempenho do goleiro caiu bastante em 2021-22. Atualmente, a sua porcentagem de defesas está sendo mediana, enquanto a média de gols sofridos é uma das 15 piores da liga.

Afinal, vale a pena investir em algum goleiro emergente?

Assim como tudo na vida, não há uma resposta definitiva para essa questão. Mas, como podemos observar, o investimento em um goleiro que teve um ótimo desempenho seja substituindo o titular por lesão seja por queda de desempenho, é muito arriscado. Isso porque o “emergente” não tem um espaço amostral muito grande, então, quando ele fica mais tempo no gelo, a queda de produção pode acontecer por causa da reversão à média.

Por fim, dois jogadores deverão ser analisados futuramente: Alex Nedeljkovic, atualmente no Detroit Red Wings, e Jack Campbell, do Toronto Maple Leafs. Nedeljkovic se destacou na temporada passada, terminando no terceiro lugar na votação para o Calder Trophy, liderando a NHL em porcentagem de defesas (93,2%) e média de gols sofridos (1,90). Porém, nesta intertemporada, o seu ex-time, Carolina Hurricanes, não renovou o seu contrato, o que gerou a transferência para os Red Wings. Nedeljkovic, no entanto, não tem produzido nesta temporada como na passada, embora a defesa do Detroit Red Wings seja uma das da liga.

Campbell, por sua vez, foi reserva ativo do Los Angeles Kings por uma temporada e meia, praticamente. Durante 2019-20, ele foi adquirido pelos Maple Leafs. Na temporada passada, Campbell apareceu de forma consistente substituindo Frederik Andersen após uma contusão. Contudo, em vez de estenderem o vínculo, os Leafs promoveram Jack Campbell como titular, com Andersen assinando com os Canes. Então, Campbell segue em um nível parecido com o da temporada passada e, ainda por cima, está no último ano do contrato assinado com os Kings. Portanto, apesar de já ter 30 anos, pode ter um grande vínculo na próxima offseason ou com os Maple Leafs ou com qualquer outra equipe.

Todas as estatísticas são referentes até o dia 29/01/2022 e retiradas do site Hockey Reference.

Share this post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email