2 - Orr

O QUE ACONTECEU COM… #2 – Bobby Orr

Orr foi o jogador que redefiniu a posição de defensor. Um patinador exímio, chamou atenção do Boston Bruins quando tinha apenas 12 anos de idade. Os Bruins investiram dinheiro no time de juniores onde atuava o defensor e desde então passaram a fazer visitas a família de Orr, na esperança de persuadir o jovem a assinar com a franquia, e assim foi. Em 1962, aos 14 anos, Bobby Orr assinou com o Boston Bruins, rejeitando investidas de Toronto Maple Leafs, Detroit Red Wings e Montreal Canadiens. Sua estreia oficial ocorreu apenas em 1966, quando completou 18 anos de idade, atingindo a idade necessária para atuar na liga.

A partir daí, todos conhecem a história, ou parte dela. Orr se tornou um dos melhores e maiores jogadores da história da NHL durante os 10 anos em que atuou pelos Bruins, revolucionou completamente o jogo dos defensores. Um dos líderes do temido time dos Bruins na década de 70, Orr liderou a equipe a 2 conquistas de Stanley Cup, tendo marcado o histórico gol da conquista diante dos Blues, que lhe rendeu até mesmo uma estátua em frente ao TD Garden e conquistou diversos prêmios individuais durante sua carreira.  Até os dias atuais, Orr é o ÚNICO defensor da história a vencer o Art Ross Trophy (maior pontuador) com incríveis 139 pontos na temporada 1970-1971 e também é o maior vencedor do Norris Trophy (melhor defensor).  Após 10 anos nos Bruins, Orr foi trocado para o Chicago Blackhawks, onde atuou por apenas mais duas temporadas. Abaixo, as principais conquistas de Bobby Orr durante sua carreira:

– 2x Stanley Cup
– 3x Hart Memorial Trophy (MVP)
– 8x James Norris Trophy (Melhor defensor)
– 2x Art Ross Trophy (Maior pontuador)
– 2x Conn Smythe Trophy (MVP dos playoffs)
– Calder Memorial Trophy (Melhor novato)

Além destes prêmios individuais, Orr ainda possui algumas marcas notáveis durante sua carreira:

– Primeiro e único defensor a ter 9 hat-tricks na carreira
– Primeiro defensor a marcar 30 e 40 gols em uma temporada
– Primeiro jogador a anotar 100 assistências em uma temporada
– Único jogador a vencer o Norris, Art Ross, Hart e Conn Smythe em uma mesma temporada

MAS E APÓS SUA CARREIRA?

A carreira de Bobby Orr não terminou da melhor maneira. Sofrendo com diversas lesões, especialmente no seu joelho, onde precisou de mais de uma dúzia de cirurgias, o lendário defensor se aposentou jogando pelo Chicago Blackhawks, em 8 de Novembro de 1978, com apenas 30 anos de idade, encurtando uma brilhante carreira poderia ter sido ainda mais impressionante.

O Hall da Fama do Hóquei dispensou o período mínimo de 3 anos e Orr se tornou o jogador mais jovem da história a ingressar com apenas 31 anos de idade. Somente Wayne Gretzky e Mario Lemieux teriam o período de espera dispensado no futuro. Orr seguiu trabalhando como assistente do GM Bob Pulford no Chicago Blackhawks e também como assistente técnico. Também prestou consultoria para a própria NHL e para o Hartford Whalers.

Também logo após sua aposentadoria, o jogador enfrentou problemas financeiros sérios, mesmo sendo um dos jogadores mais bem pagos da época. Além de estar praticamente falido, de acordo com notícias da época, Orr ainda enfrentava uma investigação sobre seus impostos. O ex jogador também teve problemas com o Chicago Blackhawks, que não pagou sua parte devida do contrato, fazendo com que Orr levasse a franquia para os tribunais. Em 1983, através de um acordo, Orr recebeu 450 mil dólares, o que representava 1/3 do valor devido e grande parte deste valor foi usado para regularizar sua situação com os impostos. Após esses episódios, Orr voltou a morar na região de Boston onde criou uma empresa em associação com dois empresários, o que gerou bons contratos de endossos para Orr, ajudando o ex atleta a restaurar suas finanças.

Durante a década de 90, Orr esteve envolvido em algumas questões legais, como a luta de jogadores aposentados contra a NHL pelo controle do fundo de pensões destinado aos mesmos. Durante o processo, a NHL chegou a registrar uma queixa contra Orr, alegando difamação e calúnia por parte do ex defensor e David Forbes, também ex jogador dos Bruins, após os mesmos darem entrevistas criticando a liga. Com a ajuda e Orr e diversos outros ex jogadores do passado, os jogadores aposentados venceram o processo contra a liga em 1994.

Já em 1996, Orr se tornou um agente para representar jogadores de hockey. Com ajuda de investidores, comprou uma agência em Boston e para evitar conflitos de interesse, vendeu parte de seus investimentos em uma equipe de hockey das ligas menores e cortou laços com uma segunda empresa que possuía um contrato com a NHLPA (Associação de Jogadores). Em 2000, o super agente Rick Curran fundiu sua empresa com a de Bobby Orr, criando assim a Orr Hockey Group em 2002. Hoje, a empresa representa jogadores como Connor McDavid, Taylor Hall, os irmãos Staal, Jeff Carter e muitos outros.

Durante anos, Orr também foi o técnico de uma equipe com os melhores jogadoresda CHL, que enfrentava uma equipe similar treinada por Don Cherry em confronto anual entre os times. Até 2010, a equipe de Orr havia vencido 7 dos 11 jogos disputados contra a equipe de Cherry. Orr deixou o cargo em 2011, mas uma das equipes segue se chamanda “Team Orr”.

Bobby Orr é figurinha carimbada em cerimônias pré-jogo dos Bruins no TD Garden, inclusive em um dos jogos de Winter Classic disputado pela equipe diante dos Flyers, que colocou Bobby Orr e Bobby Clarke frente a frente novamente.

Em 2013, Orr publicou sua autobiogragia entitulada “Orr: My Story”, que atingiu a 8ª posição na lista de best sellers do New York Times.

Share this post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email