moritz_seider_deb_2021

Moritz Seider: presente e futuro dos Red Wings

Quando Steve Yzerman anunciou o jovem alemão Moritz Seider como a sexta escolha geral, muitos não entenderam os motivos. Não estavam duvidando da capacidade do defensor em si, apenas Seider não estava cotado para sair tão cedo no draft de 2019 e isso foi surpreendente para a maior parte do público. No entanto, a capacidade de Yzerman como general manager junto de suas palavras ao descrever o prospecto alemão trouxeram holofotes e confiança, além de maiores expectativas ainda sobre Moritz Seider.

Nascido na pequena cidade de Zell, teve que deixar sua cidade natal cedo indo para Erfurt jogar na liga sub-16. Seu talento logo foi notado pelo Adler Mannheim, um dos maiores times da Alemanha, e Seider foi contratado em 2015, prontamente sendo integrado ao time sub-19 ao completar 16 anos. Aos 17 estreou na DEL (Deutsche Eishockey Liga) fazendo quatro partidas na temporada 2017-18, em 2018-19 entrou no time principal do Adler, disputou toda a temporada e acabou conquistando o título alemão, além de maiores atenções na América do Norte também.

Seider estava cotado para ser selecionado na metade da primeira rodada, então os Red Wings utilizaram sua escolha e seu nome foi o sexto anunciado naquela noite. Ao perguntarem a Steve Yzerman o motivo de ter feito isso, o general manager de Detroit elogiou Moritz Seider pelo tamanho, Q.I. de hóquei, senso de jogo e outras características muito importantes em relação ao jogo. Além disso, lembrou que o jogador estava em uma liga forte, jogando com bons jogadores em alto nível, não contra garotos ainda sem formação completa em técnica e características físicas.

Por não ter saído de um mercado mais tradicional em drafts da NHL como Suécia ou Rússia, Seider trouxe alguma desconfiança e curiosidade ao mesmo tempo. Por Steve Yzerman, quem já era muito conhecido por sua capacidade como GM, ter demonstrado tanto conhecimento e confiança nele a torcida de Detroit confiou na escolha, abraçou Seider e colocou expectativas no prospecto.

Um 2020-21 quase perfeito

Para a temporada 2019-20 Seider mudou de continente e jogou no Grand Rapids Griffins, afiliado dos Red Wings na American Hockey League, como é costume da franquia fazer com os novatos. Sua temporada foi boa, Seider demonstrou solidez, mas ainda não era hora de ir para os Red Wings. Com a pandemia de COVID-19 sobre o mundo, Moritz Seider decidiu voltar para a Alemanha onde ele iria disputar a temporada 2020-21, porém chegou setembro e a DEL não tinha planos para começar a temporada ainda, com isso ele foi emprestado pelo Detroit Red Wings para o Rögle BK.

Em outubro de 2020 Seider fez sua estreia na Suécia e jogando na terceira liga mais forte do mundo. Logo conquistou a fiel torcida do Rögle e não demorou a virar um sucesso dentro da Suécia, começou a ser figura carimbada nos destaques da SHL (Svenska Hockeyligan) e isso trouxe vários holofotes também na imprensa norte-americana, especialmente de Detroit.

Moritz Seider no Rögle em 2020 (Foto: Bildbyrån)

O Rögle fez uma ótima campanha na temporada regular, terminando em segundo lugar e Seider foi um dos destaques do time nessa campanha. Nos playoffs não foi muito diferente, o time terminou como vice-campeão da SHL perdendo a final para o Växjö Lakers e Moritz Seider foi um dos melhores jogadores da pós-temporada. O ano dele na Suécia acabou premiado com o troféu de melhor defensor da temporada.

Não bastasse ter encantado a Suécia, ele representou a Alemanha no mundial masculino da IIHF em 2021 e encantou o mundo do hóquei. A seleção alemã fez uma boa campanha chegando ao quarto lugar, Seider foi uma das peças principais disso e acabou chamando muito mais atenção do que outros defensores. Ao final do torneio, Moritz Seider foi eleito o melhor defensor e também parte do All Star Team selecionado pela imprensa que cobriu a competição.

A temporada 2020-21 de Seider foi praticamente perfeita e claramente expectativas estão sendo colocadas para que ele integre o time do Detroit Red Wings em 2021-22. O consenso que se existe em relação a ele é de que está pronto para jogar na NHL e pode brilhar na liga, esse é muito provavelmente seu caminho. Não existe confirmação, porém muito provavelmente veremos Seider nos Red Wings na próxima temporada.

O que esperar de Moritz Seider na NHL?

Primeiramente ele não é um defensor muito ofensivo, é mais caracterizado como um two-way defenseman, ou seja, defende muito bem e consegue participar na transição de jogo para a zona ofensiva e apoiar o ataque, sem se destacar tanto pelas habilidades ofensivas. Seider é muito elogiado por sua patinação, tanto pela técnica quanto pela velocidade, seja patinando para frente ou de costas, essa segunda caraterística é fundamental para um defensor ao enfrentar um contra ataque.

Seider é elogiado por sua capacidade de leitura do jogo defensivamente. Saber o momento de bloquear um disparo é um fundamento de jogo que todo defensor deveria dominar, e ele o domina muito bem. Ter noção de quando e para onde passar o puck na transição de jogo evitando um turnover não forçado é outra qualidade elevada de Seider, desde mais jovem ele é muito elogiado por ter essa característica. Outro atributo de jogo defensivo dele que é muito elogiado, é sua capacidade de cobrir os espaços, não dar boa opção de passe, tempo de finalização e ainda ser capaz de atacar o disco para desarmar a jogada e, talvez, ainda tomar posse do disco.

Moritz Seider chegará a NHL já com experiência em grandes ligas (Foto: Imago)

Tanto na SHL quanto no mundial acabou demonstrando mais da sua capacidade de jogar sob pressão. Fazendo boas atuações contra os melhores jogadores da Suécia e também jogadores da NHL, foi capaz de atuar sem aparentemente sentir pressão, Seider foi muito natural e isso para um jogador jovem é uma qualidade muito desejável. Comentaristas canadenses que estavam na transmissão do mundial por diversas vezes citaram que Moritz Seider parecia um jogador veterano mesmo tendo apenas 20 anos de idade.

Seider não se destaca por seu jogo ofensivo, contudo sabe dar passes e pode aproveitar chances para fazer gol. Para alguns esse é seu ponto mais fraco, acham que Moritz Seider deveria desenvolver mais seu jogo ofensivo, no entanto a questão é saber avaliar e o que esperar de um defensor. Utilizando um pouco as palavras de Steve Yzerman: Moritz Seider não é como Erik Karlsson e sim Nicklas Lidström, ou seja, o tipo de jogo para se esperar de Seider é muito mais focado primeiramente em garantir a segurança do time e depois, como uma prioridade secundária, atacar. Como sua leitura de jogo e capacidade de passe são boas, Seider acaba ajudando a gerar chances e não comprometendo o jogo ofensivo da equipe, assim como não gerando situações perigosas para o adversário aproveitar e criar um contra golpe.

Moritz Seider tem todas as características desejáveis para um defensor two-way na NHL. Hoje ele é um dos principais prospectos fora da liga que não jogou na National Hockey League ainda e com a temporada 2021-22 isso deve mudar.

Teoricamente ele deve começar a temporada no Detroit Red Wings em outubro, mas não existe confirmação de que isso irá acontecer, ao mesmo tempo que também não existe motivo contrário para isso. Por mais que Detroit tenha oito defensores possíveis para jogar na NHL essa temporada, priorizar Seider não é uma decisão difícil de se tomar. Os Red Wings estão transitando nas etapas de reconstrução do time e trazer o talento jovem é uma boa escolha nessa fase, esse provavelmente é o momento perfeito para introduzir o prospecto alemão na melhor liga do mundo.

Moritz Seider deve estrear em Detroit na temporada 2021-22
Seider pode ter uma chance nos Red Wings em 2021-22 (Foto: Jeanine Leech/Icon Sportswire)

Moritz Seider se tornou exatamente o que se esperava dele quando foi escolhido na sexta posição geral no draft de 2019, um defensor sólido e maduro que está acostumado a jogar sob pressão. Para o próprio Steve Yzerman ele lembra seu velho companheiro de time e lenda o já citado Nicklas Lidström, sem que se espere outro Lidström já que estamos falando de um dos melhores defensores de todos os tempos, senão o melhor. Mas é justo comparar características, e assim realmente Seider lembra Lidström em vários aspectos.

Não esperem, porém, um Nicklas Lidström 2.0 quando verem Moritz Seider nos gelos da NHL. Moritz Seider é um jogador de outra época, formado em outro país e com outras filosofias de jogo em sua base. O hóquei no gelo mudou muito desde que Lidström se aposentou em 2012, mais ainda se pensarmos que ele começou a jogar profissionalmente na Suécia em 1988. Seider foi formado em um ambiente muito diferente, onde a Alemanha tem fomentado um sistema que traz maiores qualidades e características sempre atualizadas de jogo, o sistema de formação alemão tem sempre se atualizado e está muito mais próximo da vanguarda que jamais esteve.

Moritz Seider, assim como Leon Draisaitl, Lukas Reichel e outros nomes já conhecidos no ambiente da NHL, é um fruto dessa nova Alemanha do hóquei. Uma Alemanha que começa a despertar maior interesse e mostrar ao mundo características desejáveis para o hóquei contemporâneo, mas esse é um assunto para outro momento. O que podemos esperar de Seider na NHL é que ele mostre suas qualidades e desenvolva ainda mais suas habilidades, mas não se surpreendam tanto caso ele chegue já causando impacto no Detroit Red Wings e na liga.

Share this post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email