cut (1)

Jack Eichel está feliz com mudanças feitas pelos Sabres na offseason

Jack Eichel disse que o Buffalo Sabres fez um  trabalho “incrível” nesta offseason trazendo jogadores como Taylor Hall e que ele mal pode esperar para estar no gelo com eles. O capitão dos Sabres acrescentou:

Estamos realmente animados. São ótimas mudanças do gerenciamento na offseason. Agora, mais do que qualquer coisa neste momento, você quer voltar a jogar.

Eu acho que isso é ótimo. Eu acho que definitivamente despertou alguma empolgação em mim e nos outros caras.

Eichel liderou o Sabres com 78 pontos (36 gols, 42 assistências) em 68 jogos na temporada passada, mas o central de 24 anos disse, em 28 de maio, que estava “farto” depois de uma quinta temporada consecutiva de derrotas desde que o selecionaram no draft de 2015. Buffalo (30-31-8) terminou em 13º da Conferência Leste na temporada passada e não se classifica para os playoffs da Stanley Cup desde 2011 – em nove temporadas é a seca mais longa da NHL.

Kevyn Adams substituiu Jason Botterill como general manager dos Sabres em 16 de junho. Um de seus primeiros atos em sua nova função foi entrar em contato com Eichel e tranquilizá-lo de que o plano era melhorar a equipe.

Os Sabres fizeram um dos maiores movimentos da free agency quando assinaram com Hall um contrato de 1 ano e US$ 8 milhões em 11 de outubro. O ala esquerdo de 29 anos foi eleito o vencedor do Hart Trophy como o jogador mais valioso da NHL em 2017-18, quando teve recordes de carreira na NHL em gols (39), assistências (54) e pontos (93) para o New Jersey Devils.

Eichel disse que trazer veteranos como Hall e os atacantes Eric Staal e Cody Eakin vai ajudar os Sabres dentro e fora do gelo. Buffalo adquiriu Staal, de 36 anos, em uma troca do Minnesota Wild pelo atacante Marcus Johansson em 16 de setembro, e assinou Eakin, 29 anos, por um contrato de 2 anos, US$4,5 milhões (US$ 2,25 milhões em valor médio anual) em 11 de outubro.

Sempre que você pode adicionar pessoas como Taylor Hall, Eric Staal e Cody Eakin à sua lista e ao vestiário, eles não apenas trazem talento para o gelo, mas também uma presença veterana para o vestiário. Em uma situação como a nossa, em que estamos tentando encontrar uma cultura vitoriosa com um grupo jovem e tentando descobrir a maneira certa de fazer as coisas às vezes, acho que ter caras mais velhos pode ajudá-lo, especialmente em períodos de adversidade.

Isso é incrível.

Eichel disse que ele e Hall se falaram várias vezes e estão ansiosos para patinar juntos e desenvolver um entrosamento. Hall marcou 563 pontos (218 gols, 345 assistências) em 627 jogos da NHL, incluindo 52 pontos (16 gols, 36 assistências) em 65 jogos para o Devils e Arizona Coyotes na última temporada.

O técnico Ralph Krueger, que treinou Hall com os Oilers em 2012-13, disse que planeja colocá-lo jogar com Eichel e que os dois têm potencial para ser uma combinação “letal”.

Taylor está familiarizado com Ralph e conhece sua personalidade, e tenho certeza de que Ralph foi um dos principais motivos pelos quais ele quis assinar aqui. Tenho certeza de que isso teve uma grande, grande parte na sua decisão.

Obviamente ele é um super jogador e parece que está super empolgado com a situação. Acho que essa é uma das melhores partes. Você quer caras que queiram estar aqui.

Às vezes também tira um pouco da pressão em mim. Ele é alguém que pode fazer muito por conta própria e pode criar muito, criar algo do início. Acho que as pessoas também esquecem que ele ganhou o Hart Trophy como MVP há dois anos.

Texto traduzido. Para ler o original clique aqui.

Foto: Reprodução/NHL.

Share this post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email