Logo NHL Brasil

Mais um episódio da série rivalidades históricas e hoje falaremos sobre uma das rivalidades mais intensas dos últimos 25 anos.

13-11-2019 | Publicado por: Caique Tomiya

RIVALIDADES HISTÓRICAS #2 - Avalanche x Red Wings!

Após iniciar nossa série contando a história de uma rivalidade que sacudiu o início desta década, hoje daremos sequência falando de uma rivalidade que fechou o século XX e abriu o século XXI em níveis de animosidade poucas vezes visto na história do esporte. No fim da década de 90, os times se enfrentaram por diversas vezes e protagonizaram verdadeiras guerras no gelo, impulsionadas por muitos hits violentos, brigas e muito sangue derramado! Vamos conhecer os momentos que definiram esta rivalidade?!

 

23 de Maio de 1996 - Final de Conferência - Jogo 3

As equipes se enfrentavam para definir quem avançaria para a Stanley Cup, o Colorado Avalanche havia vencido os 2 primeiros jogos e chegava em ótima posição para o jogo 3. Os Red Wings venciam a partida por 2x0 com pouco mais de 10 minutos jogados, quando o jogador dos Red Wings Slava Kozlov basicamente arremesou o defensor do Avalanche Adam Foote conta o vidro, abrindo um corte profundo, sendo necessários 20 pontos para fechar o ferimento. O hit passou despercebido pela arbitragem que não assinalou penalidades. O jogo seguiu e alguns minutos depois o veterano Claude Lemieux do Avalanche desferiu um violento "sucker punch" (soco sem o adversário apresentar defesa) em Slava Kozlov, fazendo o jogador dos Red Wings sangrar. Lemieux recebeu uma penalidade por roughing apenas. O jogo terminou com vitória dos Red Wings por 6x4. Acham que acabou por aí? Após a partida, o técnico Scotty Bowman gritou diversos insultos para Claude Lemieux, enquanto o jogador dos Avs retornava para seu carro com sua família. Era só a primeira faísca de algo muito maior que estaria por vir...

Abaixo um vídeo com os melhores momentos desta partida: 
- O hit de Kozlov em Foote está em 1:28
- O soco de Lemieux em Kozlov está em 3:10
 

 

 

24 de Maio de 1996 - O dia de folga após o jogo 3

Após os acontecimentos do dia 23, os times tiveram um dia de folga e o que seria apenas mais um dia de entrevistas e tudo mais, acabou se tornando uma troca de farpas entre o técnico Marc Crawford do Colorado Avalanche e Scotty Bowman do Detroit Red Wings.

Marc Crawford foi o primeiro a disparar naquele dia. Ao ser perguntado sobre o pedido de Bowman para que a liga revisasse o lance em que Lemieux acertou Kozlov, o treinador dos Avs disse: 

Não estou surpreso com isso. Scotty Bowman é conhecido por pegar incidentes que acontecem no jogo e tentar criar foco em torno disso. Ele faz isso plantando algumas questões na mídia. Ele faz isso tentando criar controvérsias. Ele é um grande pensador, mas ele pensa tanto que a placa na cabeça dele causa interferência em nossos headsets.

A última frase foi uma referência a um incidente com Bowman quando o mesmo era adolescente e foi atingido por um taco na cabeça e sofreu uma fratura no crânio, necessitando de uma placa metálica para corrigir o dano.

Scotty Bowman por outro lado, também mostrou alguma surpresa pelos comentários de Crawford e replicou:

Ele é um técnico jovem. Ele tem muita pressão sobre si. As vezes sua reputação procede, as vezes é besteira. Então eu não devo tentar ganhar e enviar a fita pedindo uma revisão, para que eu possa ser amigo do outro técnico? Ele está sendo muito baixo. 


29 de maio de 1996 - Final de Conferência - Jogo 6

No jogo que decidiria o vencedor da série e a equipe que avançaria para a Stanley Cup daquele ano, um lance marcaria e elevaria ainda mais essa rivalidade. Ainda no primeiro período, o jogador do Avalanche, Claude Lemieux acertou um controverso hit pelas costas em Kris Draper, arremessando o jogador dos Red Wings com o rosto na bordas. O resultado do hit? Draper quebrou o osso malar, sofreu uma fratura na mandíbula e no nariz, além de ter quebrado diversos dentes. Claude Lemieux foi punido com um major penalty (5 minutos) e uma game misconduct (10 minutos). Naquela noite, o Colorado Avalanche venceu o Detroit Red Wings por 4x1 e avançou para as finais da Stanley Cup. Após a partida, Claude Lemieux deu uma entrevista que não ajudou na causa e só causou mais revolta. 

Eu fico mais satisfeito com essa vitória do que com qualquer outra. Lamento ouvir que o Draper se machucou feio após o hit. Isso acontece em todos os jogos. Ele estava patinando de costas e nós nos chocamos ombro a ombro.  Eu estava tentando parar e aconteceu de ser um hit muito ruim. 

Kris Draper precisou de 30 pontos parar fechar os cortes no rosto e não poupou críticas a Claude Lemieux

Eu espero que a liga tenha visto meu rosto. Eu não sabia quem tinha feito isso. Quando descobri, eu não fiquei surpreso. Eu tenho dois amigos lá (no Avalanche) e eu não direi quem. Eles vieram ver como eu estava e eles me disseram que foi algo totalmente sem classe.

Lemieux foi suspenso pelos primeiros dois jogos das finais da Stanley Cup. Abaixo, um vídeo do controverso hit desferido pelo jogador do Colorado Avalanche 

 

17 de Dezembro de 1996 - Temporada Regular 

As equipes voltam a se encontrar menos de 7 meses depois, desta vez em uma partida de temporada regular. Mais tranquilo, certo? ERRADO!  

Em uma partida em que Claude Lemieux sequer entrou no gelo por conta de uma lesão, os ânimos estavam acirrados desde o minuto incial da partida. No início do segundo período do jogo, Aaron Ward do Detroit Red Wings desferiu um hit em Rene Corbet, que levou o mesmo a nocaute. O hit pode ser visto no vídeo abaixo:

Ainda durante a mesma partida, no início do terceiro período, o jogador dos Red Wings Eric Lapointe deu um hit criminoso em Alexei Gusarov do Colorado Avalanche, muito semelhante ao hit dado por Claude Lemieux em Kris Draper em maio do mesmo ano. Você pode assistir o hit no vídeo abaixo: 

Ambos os jogadores do Colorado Avalanche foram retirados do gelo em macas e levados para o hospital local, onde precisaram passar a noite em observação. Após o jogo, o defensor do Colorado Avalanche Adam Foote se mostrou indignado com o que aconteceu durante aquela noite.

Foi algo insano hoje. Eles não podem mais reclamar sobre Kris Draper

O clima tenso continuou após a partida nos interiores da arena, com o GM dos Avs Pierre Lacroix se envoleu numa discussão acalorada nos corredores da arena com os assistentes técnicos dos Red Wings, Dave Lewis e Barry Smith. Sobre a partida, o técnico do Colorado Avalanche, Marc Crawford destacou:

Tirando as lesões sérias, foi uma grande noite para o hockey. Foi provavelmente o jogo mais emocionante deste ano e o mais intenso para os fãs. Foi um jogo muito disputado, mas eu posso te garantir que os caras no outro vestiário também estão com alguns sacos de gelo. Este não foi um jogo para corações fracos.

26 de Março de 1997 - Uma das noites mais famosas da história do hockey!

O fatídico 26 de Março de 1997 entrou para a história do hockey por ser em que Detroit Red Wings e Colorado Avalanche protagonizaram um dos jogos mais disputados, tensos e sem dúvidas, violentos da história do esporte. A noite ficou conhecida simplesmente como "Bloody Wednesday" (Quarta Feira Sangrenta), "Fight Night at the Joe" (Noite de brigas na Joe; referência o nome da arena) e "Brawl In Hockeytown" (Brigas na cidade do hockey). O por que destes nomes? Bem, a partida teve nada menos do que NOVE BRIGAS, foram distribuidos 18 penalidades majors e sangue, muito sangue deixado no gelo! 

Logo no início do primeiro período, tivemos a primeira briga entre Brent Severyn (COL) e Jamie Pushor (DET), alguns minutos depois Kirby Maltby (DET) e Rene Corbet (COL) droparam as luvas . O clima ferveu de vez quando quando Peter Forsberg (COL) e Igor Larianov (DET) se chocaram no gelo e logo em seguida partiram pra briga, enquanto os juízes tentavam separar os dois, o enforcer Darren McCarty dos Red Wings conseguiu escapar de Adam Foote e um dos juízes e foi direto atrás de Claude Lemieux, buscando vingar Kris Draper após o incidente do ano anterior. McCarty não perdeu tempo e derrubou Lemieux desferindo diversos socos no jogador do Avalanche. O goleiro Patrick Roy disparou do crease em direção a brigar para auxiliar Lemieux, porém foi impedido por Brendan Shenahan (DET) que acertou o goleiro dos Avs com um clothesline incrível (golpe típico de pro wrestling), que deixou Roy rolando no gelo. Enquanto isso, McCarty ARRASTOU Lemieux até a borda e desferiu diversas joelhadas na cabeça do jogador do Avalanche. Logo a seguir, Adam Foote (COL) veio ao encontro de Brendan Shenahan (DET) e os jogadores se enroscaram em uma briga, neste momento o goleiro do Detroit Red Wings  Mike Vernon disparou em direção ao meio do gelo para tirar Adam Foote de cima de Brendan Shenahan, o goleiro Patrick Roy (COL) já recuperado, foi em direção a Vernon e os dois goleiros droparam suas luvas e máscaras e engajaram em uma briga SENSACIONAL. Após esse início caótico, poças de sangue já eram visíveis no gelo, principalmente vindo de Claude Lemieux e Patrick Roy, ambos do Colorado Avalanche. Passaram-se alguns minutos até as penalidades serem distribuídas e o jogo recomeçar. Apenas 15 segundos após o recomeço da partida, no minuto final do primeiro período, mais uma briga: Desta vez Adam Deadmarsh (COL) e Vladimir Konstantinov (DET) droparam as luvas e assim terminou apenas o PRIMEIRO PERÍODO da partida. 

Após toda a batalha do primeiro período, bastaram 4 segundos no início do segundo período para uma nova briga acontecer: Desta vez, Brendan Shenahan (DET) e Adam Foote (COL) brigaram pra valer e foram mandados pra jaula. Alguns minutos depois, outras duas brigas se iniciariam quase que instantaneamente entre Mike Keane (COL) e Tomas Holmstrom (DET)  e do outro lado do gelo, entre Bren Severyn (COL) e Aaron Ward (DET), que foram ejetados por terem brigado pela segunda vez na noite. Darren McCarty (DET) e Adam Deadmarsh (COL) também foram pra briga, e finalmente James Pushor (DET) e Uwe Kupp (COL) finalizaram as brigas da noite! Abaixo, um vídeo de 15 minutos que mostra todas as brigas que ocorreram no jogo!

MAS E O JOGO?!

Bem, podemos dizer que o jogo, seu placar e seu desfecho foram simplesmente PERFEITOS após tudo o que aconteceu durante a noite. As equipes empataram em 5x5 no tempo normal e a partida foi para a prorrogação. Foi então que Darren McCarty, um dos principais causadores de todo o caos da noite, marcou o gol da vitória com assistências de Brendan Shenahan e Igor Larianov, que também foi um dos responsáveis pelo início de tudo o que ocorreu naquela noite. Aaah, e o gol foi marcado em Patrick Roy, que levou alguns pontos e voltou pro jogo. 

Naquela partida, Mike Vernon (DET) chegou a 300 vitórias na carreira e posteriormente deu uma declaração dizendo que aquela partida uniu a equipe dos Red Wings para os playoffs. Do outro lado, o técnico do Avalanche, Marc Crawford questinou duramente o porque de Darren McCarty não ter recebido uma game misconduct (que causaria sua expulsão da partida) por suas ações nas agressões e posteriormente briga com Claude Lemieux. Patrick Roy também não poupou crítica as ações dos Red Wings e principalmente de Darren McCarty

Eles estavam atrás do Claude e nós já esperávamos isso. McCarty é um cara grande e ele deveria ter encarado de frente pelo menos.

Darren McCarty, que teve uma noite e tanto, teve uma fala bem "sistemática" sobre o ocorrido após a partida

Isso acontece. Nós não planejamos nada disso. Você só deixa certas coisas na memória e você retalha se assim tiver que fazer. Deve ter sido a vontade de Deus. Eu não me sinto mal por nada disso. É uma grande rivalidade agora.


22 de Maio de 1997 - Final de Conferência - Jogo 4

Menos de 2 meses depois da batalha na Joe Louis Arena, as equipes voltaram a se encontrar nas finais de conferência mais uma vez. Os Red Wings passaram tranquilamente pelo Colorado Avalanche naquela noite. Antes da partida, Patrick Roy, goleiro dos Avs disse que seu time jogaria o melhor hockey possível e que iriam desafiar Detroit a "pagar o preço". Os Red Wings aceitaram o desafio e marcaram 5 gols em 25 disparos contra Roy, que foi substituído antes do início do terceiro período. 

Foi durante o terceiro período, que tivemos um episódio mais caloroso, mas dessa vez protagonizado pelos técnicos. O técnico do Avalanche, Marc Crawford, simplesmente perdeu todo e qualquer controle após um hit pesado de Brendan Shenahan em Rene Corbet, que desencadeou mais uma briga generalizada e disparou diversas ofensas na direção de Scotty Bowman, técnico dos Red Wings. Os treinadores trocaram ofensas e Bowman terminou a discussão com a seguinte frase: "Eu conheci seu pai antes mesmo de você e eu não acho que eles estaria muito orgulhoso com sua maneira de agir". Os Red Wings venceram por 6x0 e abiram 3-1 naquela série, e mais tarde conquistariam a Stanley Cup daquela temporada. Abaixo, um vídeo da confusão inicial após o hit e a discussão entre os técnicos

11 de Novembro de 1997 - Temporada Regular 

No reencontro nos playoffs em Maio, os jogadores evitaram retaliações sérias ao ocorrido em Março de 97. As equipes voltaram a se encontrar na temporada regular em novembro de 97 e claro, o confronto novamente não decepcionou. Claude Lemieux ainda estava com Darren McCarty entalado após o episódio ocorrido em Março e não deu outra: 3 segundos após o faceoff inicial, Claude Lemieux partiu pra cima do jogador dos Red Wings pra começar o jogo com um belo acertado de contas! Abaixo, o vídeo da briga entre Claude Lemieux e Darren McCarthy:

Após a partida, McCarty em entrevista destacou o quanto respeitava Lemieux como jogador, mas voltou a frisar que não tinha respeito algum pelo jogador dos Avs como ser humano, colocando um pouco mais de gasolina na rivalidade. A atitude de Lemieux em brigar logo no início contra McCarty surpreendeu seus colegas de time. O enforcer dos Avs, Francois Leroux disse que Lemieux havia pedido algumas dicas sobre brigas e que não fazia ideia que o companheiro estava pensando em usar já no jogo contra os Wings. 

01 de Abril de 1998 - Temporada Regular

Fim de temporada regular e partida entre Red Wings e Avalanche significava caos. Apenas isso! Em mais um encontro em fim de temporada, foram distribuídos nada menos que 228 MINUTOS DE PENALIDADES. Desta da noite foi a briga entre Patrick Roy (COL) e Chris Osgood (DET). O goleiro dos Avs foi até o centro do gelo e desafiou Osgood, que não se intimidou e aceitou o desafio. Abaixo, o vídeo do momento em que começa a confusão e a briga entre os goleiros:

No fim dos anos 90, com alguns jogadores mudando de times via troca, free agency, a rivalidade entre as equipes começou a esfriar e ficou longe do que já havia sido um dia. Alguns anos depois os times protagonizariam novos episódio de animosidade, mas sem a mesma intensidade que acabou por definir uma das maiores rivalidades já vistas na liga e que com toda certeza estará marcada na história da NHL para sempre. 


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as para saber o que é impróprio ou ilegal.