Nicklas Backstrom

Nicklas Bäckström tem futuro incerto após cirurgia no quadril

Nicklas Bäckström enfrenta um futuro incerto depois que o central do Washington Capitals fez uma cirurgia no quadril esquerdo na sexta, dia 16 de junho.

O Capitals não comunicou o período de recuperação no sábado, quando anunciaram o procedimento, que é menos invasivo do que uma recuperação completa do quadril. No entanto, Bäckström irá começar imediatamente a reabilitação e um longo processo de recuperação. A cirurgia foi realizada na ANCA Clinic, na Bélgica.

O defensor Ed Jovanovski pôde retornar e jogar pelo Florida Panthers em 2013-14 após uma cirurgia no quadril. O central do Anaheim Ducks, Ryan Kesler, fez uma cirurgia no quadril direito após a temporada de 2018-19, além de uma cirurgia no joelho em fevereiro de 2020, e não conseguiu retornar.

Bäckström também fez cirurgia no quadril esquerdo em 2015 e esperava evitar um segundo procedimento, até que começou a o incomodar novamente na última temporada. O jogador de 34 anos perdeu os 28 primeiros jogos desta temporada, por estar reabilitando o quadril, e marcou 31 pontos (seis gols e 25 assistências) quando retornou para 47 jogos por Washington.

Bäckström fez seis pontos (dois gols e quatro assistências) em seis jogos nos Playoffs da Stanley Cup, mas após o time ter sido eliminado pelo Panthers na primeira rodada da Conferência Leste, ele disse que poderia precisar de uma cirurgia novamente.

“O quadril não ficará 100 por cento”, Bäckström disse no dia 15 de maio. “Isso é algo que todos sabemos. Alguns dias são bons, outros não são tão bons. A vida é assim. (…) A coisa que eu mais quero fazer é jogar hóquei, essa é a minha vida. Óbvio que eu quero voltar. Eu quero voltar ao normal, não me preocupar com isso. Veremos o que vai acontecer. Nada é oficial.”

Bäckström, que é o segundo na história do Capitals – atrás do atacante Alex Ovechkin – com 1.011 pontos (264 gols e 747 assistências) em 1.058 jogos em 15 temporadas na NHL, todas com Washington, ainda tem três temporadas no seu contrato de cinco anos, de 46 milhões de dólares (9,2 milhões em média anual), que assinou em 2020. Mas para jogar nesta temporada precisou de um processo diário com treinadores, que o general manager Brian MacLellan disse não ser sustentável.

“Não da forma que está sendo”, MacLellan disse, ao final da temporada. “É difícil para ele jogar. (…) Acho que ele vai explorar todas as opções aqui. Ele quer ser melhor, ficar mais fisicamente confortável quando joga, então ele vai explorar.”

Washington irá começar a próxima temporada sem o atacante Tom Wilson, que fez cirurgia no dia 24 de maio para reconstruir um ligamento cruzado anterior rompido no joelho esquerdo. O Capitals estima que o tempo de recuperação de Wilson seja de 6 a 8 meses.

 

Este texto foi traduzido e adaptado, para ler o original acesse o link.

Share this post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email