Seleção japonesa comemorando gol

Mundial de hóquei feminino: resultados do sétimo dia

As partidas preliminares do mundial feminino acabaram. A partir de sábado, as quartas de final começam e estaremos cada vez mais próximos de saber quem vai ganhar as medalhas. As semifinais serão na segunda (30).

Finlândia 6, Suíça 0

Com a vitória de ontem, a Finlândia terminou em terceiro ligar no grupo A, atrás apenas dos Estados Unidos e do Canadá. As adversárias nas quartas de final da Suíça serão as russas. Já as adversárias da Finlândia serão as tchecas, que até agora, não perderam nenhuma partida no grupo B. Contudo, no mundial feminino de 2019, as finlandesas conseguiram derrotar as jogadoras da República Tcheca por 3-1. Vai ser um combate no minímo interessante, já que as tchecas estão tendo um campeonato perfeito.

Petra Nieminen da seleção finlandesa no mundial feminino
Foto: Matt Zambonin/IIHF Images)

A partida contra a Suíça foi marcada pelo hat trick natural de Petra Nieminen, feito em quinze minutos no primeiro período. No entanto, quem marcou o primeiro gol da partida foi Susanna Tapani. No power play, ela recebeu o disco de Nieminen, que recebeu o passe vindo de Michelle Karvinen. Assim, Tapani só precisou chutar o disco nas redes de Andre Braendli.

Meeri Saisanen conseguiu defender uma ótima chance que Sinja Leeman, da Suíça, teve. Ela fez nove defesas, parando então toda e qualquer chance que a Suíça teve no jogo. Vale lembrar que a Suíça está sem sua melhor jogadora, Alina Muller, que saiu lesionada na partida contra a Rússia.  Nelli Laitnen cometeu uma penalidade, e a Suíça teria uma importante chance de marcar no power play.

No entanto, quem marcou foi Nieminen. Logo após a defesa de Saisanen no chute de Rahel Enzler, Noora Tulus lançou o disco em frente a Brandeli, que fez a primeira defesa. Porém, com o disco caindo, Nieminen conseguiu empurrar para dentro do gol. Três minutos depois, a Finlândia aumentou o placar após Tapani pegar o disco na zona do time adversário, passar para Karvinen que lançou para que Nieminen finalizasse.

Por fim, o terceiro gol de Nieminen (e quarto da Finlândia) foi feito aos 14 minutos e 49 segundos do primeiro período. Após receber o puck de Karvinen, ela só precisou mandar para as redes.

Tapani e Viivi Vainikka fizeram mais dois gols, e a Finlândia terminou o placar em 6 a 0. Enfim, a Finlândia possui o recorde de 10 vitórias em 12 jogos do Mundial contra a Suíça, mostrando uma superioridade até agora imbatível.

Canadá 5, Estados Unidos 1

O Canadá fez um feito que nenhum outro time conseguiu fazer até agora neste mundial: derrotar as atuais detentoras da medalha de ouro. E as americanas detinham uma sequência de 29 vitórias consecutivas no Mundial Feminino. A última derrota tinha sido em 2013, contra o Canadá. Durante esse tempo, elas haviam derrotado o Canadá oito vezes. No entanto, isso mudou no jogo de ontem.

No jogo de ontem, quem vencesse assumiria a liderança no grupo A. Então, mesmo sendo apenas um jogo da rodada preliminar sem nenhuma chance real de eliminação, o jogo foi importante para determinar o adversário das quartas de final. Todavia ontem pareceu que somente o Canadá estava disposto a ganhar a partida, pelo menos nos primeiros momentos.

Canadenses comemorando gol no mundial feminino
Foto: Andre Riguette/IIHF Images)

E elas tiveram de fazer isso sem a capitã Marie-Philip Poulin. Por isso, o grande nome do jogo foi Jamie Rattray, que fez dois gols e teve uma presença muito forte no gelo, demonstrando fisicalidade contra as americanas. Desde o inicio da partida, a dominância do Canadá foi bem perceptivel. A equipe passou bons minutos na zona da defesa dos Estados Unidos, e as canadenses estavam conseguindo anular toda e qualquer tentativa do time adversário de atacar.

Em determinado momento durante a partida, os disparos ficaram 20 contra apenas 5 dos Estados Unidos. O primeiro gol saiu logo aos sete minutos. Melodie Daoust marcou após o disparo de Jocelyn Laroque ter passado direto. Vale lembrar que esse foi o primeiro gol no primeiro período pelo Canadá nessa competição. Depois, aos 15 minutos, Renata Fast aumentou o placar.

Os Estados Unidos quase fizeram um gol, quando a goleira canadense Ann-Renee Desbiens acabou manuseando de forma erronea o disco e Brianna Decker pegou o disco e lançou para as redes. No entanto, Desbiens conseguiu evitar o gol com o stick. No segundo período, Brianne Jenner e Jamie Rattray fizeram uma jogada que entrou na redes de Alex Cavallini. Assim, o Canadá fez 3 a 0. Três minutos depois, Rattray fez o segundo gol, e Cavallini saiu das redes para dar lugar a Nicole Hensley.

Sarah Nurse fez o quinto gol do Canadá em shorthanded. A principio, o gol não foi válido, mas isso mudou depois da revisão de vídeo. Lee Stacklein fez o gol solitário dos Estados Unidos no terceiro período, e as americanas melhoraram conforme a partida chegava ao fim. Mas não foi o bastante e o Canadá saiu com a vitória por 5 a 0. Os Estados Unidos encaram as Japonesas nas quartas de final, e o Canadá encara a Alemanha.

Japão 2, Alemanha 1

Seleção japonesa comemorando gol
Foto: Andre Riguette/IIHF Images

Apesar da Alemanha ter feito o primeiro gol, o Japão foi quem saiu com a vitória no jogo de ontem.  Em um jogo muito resiliente, as japonesas lutaram e conseguiram um resultado impressionante. No entanto, as alemãs saíram com muitas jogadoras lesionadas. Nina Christof se lesionou, porém voltou no jogo. Todavia, Laura Kluge e Sonja Weidenfelder se machucaram e não voltaram. Isso pode ser um fator importante no próximo jogo contra o Canadá.

O primeiro gol foi feito por Kerstin Spielberger, em um rebote de Julia Zorn. A alemanha fez mais shots que o Japão no primeiro período, com 10 contra 2. Porém, o Japão marcou mesmo assim. Hanae Kubo foi a autora do primeiro gol. Assim, Hikaru Yamashita aumentou o placar aos 29 e conseguiu a tão merecida vitória para as japonesas. Dessa forma, essa foi a melhor rodada preliminar do Japão no Mundial Feminino. Elas terminaram em segundo lugar no Grupo B, com três vitórias e nove pontos.

Caso você tenha perdido os outros dias do torneio, você pode ficar por dentro do que aconteceu lendo os nossos textos sobre o Mundial. Para mais informações sobre o campeonato, é possível ver no site da IIHF.

Share this post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email