Kaprizov no gelo

Minnesota Wild encontra em Kirill Kaprizov a faísca que faltava para o sucesso

Com a temporada regular encurtada em 56 jogos e o COVID ainda fora de controle, era esperado que os novatos da NHL não fizessem campanhas tão boas quanto o esperado.

Alguns têm tido muita dificuldade tanto ofensivamente quanto defensivamente e estão sendo alvos de muitas criticas duras vindas do público. Mas no meio de uma divisão que tem Bowen Byram, uma promessa para a defesa do Colorado Avalanche, e Barrett Hayton, uma boa surpresa do Arizona Coyotes, Kirill Kaprizov tem sido a maior revelação dessa leva de rookies da NHL.

O jovem russo de 23 anos chegou ao Minnesota Wild após passar seis temporadas jogando pela KHL. Ele vem de um bom ano com o CSKA Moskva, onde marcou 33 gols e teve 29 assistências para um total de 62 pontos em 57 jogos.

Kaprizov chegou à NHL sendo aclamado pela mídia, o que deu a toda a comunidade de Minnesota uma luz. A possibilidade de finalmente ter uma jovem estrela que pudesse levar o time a um novo nível era animadora e, após quase dois meses do início da temporada 2020-21, o jogador não está decepcionando.

Sucesso em números

Durante a sua carreira na KHL, o ala esquerdo acumulou  230 pontos (113 gols, 117 assistências) em 293 jogos. Na NHL, ele tem 17 pontos em 19 jogos, sendo seis gols e 11 assistências. Mas os números não são a única coisa impressionante sobre Kirill Kaprizov.

A sua presença no gelo, visão de jogo extremamente inteligente e habilidade para criar jogadas deixam muitos de boca aberta. Tudo isso fez com que Kaprizov se tornasse uma estrela em ascensão para o necessitado time de Minnesota.

E o rookie não é amado apenas pela torcida do Wild. O russo conquistou a comunidade da NHL e a mídia nacional – e internacional – logo nas primeiras semanas de temporada. Ele é o nome mais cotado por analistas para ganhar o Calder Trophy de calouro do ano em 2021, desbancando nomes como Alexis Lafrenière e Tim Stützle, que eram os favoritos durante a pré-temporada.

O que mais impressiona sobre Kaprizov é que, enquanto Lafrienière e Stützle foram, respectivamente, a primeira e terceira escolhas do draft de entrada da NHL em 2020, o jovem russo foi a 135ª escolha geral do draft de 2015. Ele é mais uma das diversas provas de que a paciência é a melhor amiga da perfeição.

Mas o que fez Kirill Kaprizov sair da posição de “escolha de quinta rodada” para o possível melhor rookie de 2021? Analisando os seus números na KHL, os resultados são nada mais que impecáveis. Junte a sua habilidade e talento naturais com três anos de desenvolvimento em uma liga extremamente competitiva, tem-se a receita perfeita para uma futura superestrela da NHl.

A mágica de Kaprizov

O novato já se mostrou digno da NHL. Ele impressiona com a sua velocidade e habilidade de controlar o disco com maestria. Um dos momentos que deixou muita gente de boca aberta foi um shift durante o jogo contra o Colorado Avalanche, no dia 25, que resultou nas seguintes jogadas:

Minnesota não conseguiu gerar um gol durante esse shift, mas Kaprizov com certeza é um colírio para os olhos de qualquer fã de hockey. A sua velocidade e controle de disco são comparáveis a de jogadores veteranos como Mathew Barzal, do New York Islanders, e até mesmo da estrela do Edmonton Oilers, Connor McDavid.

A sua habilidade de criar jogadas impecáveis também impressiona, criando oportunidades como essas:

O novato fez um passe tão limpo para Ryan Hartman que deixou o rookie Bowen Byram e o veterano Gabriel Landeskog parecendo amadores em frente ao gol de Colorado. E é claro que acabou em um gol.

A sua visão de jogo fica clara em jogadas como essas, onde Kaprizov está no lugar certo e na hora certa para coletar o rebote que o goleiro do Los Angeles Kings, Cal Petersen, deixa em frente ao gol:

Existem jogadas e momentos para ficar por dias escrevendo, mas o que realmente importa é que o rookie não deixa a desejar em nenhum aspecto. O futuro é brilhante para o Minnesota Wild, que parece ter encontrado no novato a faísca que faltava para que o time brilhe. Não será surpresa caso ele seja um dos finalistas para o Calder e, muito menos, caso ganhe.

Kirill Kaprizov tem tudo para ser um grande jogador e para atuar como a nova estrela da franquia de Minnesota.

Share this post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email