Mike Grier se torna o primeiro GM negro da NHL

Mike Grier se torna o primeiro general manager negro da NHL

Não é novidade nenhuma o fato do hóquei no gelo ser um esporte extremamente branco. Por mais que muitos afirmem que a falta de pessoas não-brancas em um esporte elitizado não passa de mera coincidência, é possível traçar no curso da história do hóquei a significante exclusão de pessoas que possuam outras origens e outras etnias. Logo, é por esse motivo que a contratação de Mike Grier como general manager do San Jose Sharks é algo a ser celebrado. Em 104 anos desde a fundação da NHL, essa é a primeira vez que uma pessoa negra é denominada para o cargo de GM. 

A carreira de Mike Grier

Mike Grier passou 14 anos na NHL sendo atacante. Ele foi selecionado pelo St. Louis Blues na 9º rodada (nº 219) do Draft da NHL em 1993. Em sua carreira, ele fez 383 pontos (162 gols, 221 assistências) em 1.060 jogos da temporada regular com o Edmonton Oilers, Washington Capitals, Buffalo Sabres e Sharks, e 28 pontos (14 gols, 14 assistências) em 101 jogos de playoffs.

Mas esse não é o primeiro trabalho de Grier no hóquei. Na última temporada, ele trabalhou como consultor de operações com o New York Rangers, auxiliando-os nas decisões relacionadas ao hóquei e no desenvolvimento de jogadores e prospects. Ele também ajudou no desenvolvimento de jogadores Hartford Wolf, o time afiliado na American Hockey League.

Antes de trabalhar no Rangers, Grier foi assistente técnico do New Jersey Devils por duas temporadas (2018-20) e olheiro profissional do Chicago Blackhawks de 2014-18. Dessa forma, o técnico de 47 anos vai substituir Doug Wilson, que deixou o cargo em 7 de abril após 19 temporada com o Sharks por motivos de saúde. Grier jogou pelos Sharks de 2006 até 2009. Na entrevista, ele afirmou:

“Estou realmente muito animado por estar de volta à Área da baía de São Francisco. Sei que houveram muitos altos e baixos no time, mas estou pronto para trabalhar firme para enfim botar o time de volta nos trilhos. Por fim, vamos começar a ganhar alguns jogos no “Shark Tank”. Vejo vocês, fãs, em breve.”

O trabalho no San Jose Sharks

De fato, Mike Grier terá um trabalho complicado, já que os Sharks não chegam aos playoffs desde 2019. Antes dessa “seca”, a equipe de San Jose possuía um recorde esplêndido de classificação: das últimas 15 temporadas, a equipe se classificou em 14. Nesta temporada, eles tiveram um recorde de 32-27-13, e ficaram atrás do Nashville Predators pela segunda vaga de wild card da Conferência Oeste por 20 pontos.

A identificação com a cultura da equipe foi fundamental na escolha do cargo, afirmou o presidente do Sharks Jonathan Becher:

“Enquanto estávamos curiosos e procurando muitos outros candidatos, principalmente aqueles que acabaram sendo os finalistas, Mike se destacou pelo compromisso com a cultura da equipe. No entanto, a importância da cultura, não apenas no gelo, mas fora do gelo também. Por fim, Mike é uma verdadeira prova de um dos princípios da nossa organização, que é dizer o que você realmente quer dizer e então fazer o que você afirma.”

Vale ressaltar que o irmão mais velho de Grier é Chris Grier, GM do Miami Dolphins da National Football League (NFL).

“Estou incrivelmente orgulhoso de Mike”, disse Chris Grier. “A organização San Jose Sharks está contratando um homem de alto caráter e integridade. Enfim, meu irmão sempre foi respeitado dentro e fora do gelo por seus colegas.”

O original pode ser lido no site da NHL.com.

Foto: NHL.com/Reprodução

Share this post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email