Foto: Sara Schmidle/NHL

Draft de Expansão: jogadores que devem ser protegidos mas não deveriam ser

lista de protegidos

Faltam cinco dias para o Draft de Expansão do Seattle Kraken! No dia 21 de julho iremos descobrir como será o time da mais nova franquia da NHL. Pensando nisso, a equipe da NHL Brasil trouxe uma série de matérias sobre o evento, incluindo como funciona o Draft até quais jogadores nós protegeríamos.

Hoje falaremos um pouco sobre aqueles jogadores que devem ser protegidos por seus times mas não deveriam ser.


Com o Draft de Expansão se aproximando e o dia para a divulgação da lista de protegidos estando há menos de 24 horas, algumas ações têm sido tomadas para garantir que os times tenham espaço o suficiente para conseguir proteger as peças mais importantes. Porém, existem alguns jogadores que, mesmo com todas as movimentações necessárias, ainda serão protegidos – e não deveriam. Seja por contratos que forçam os seus times a os protegerem ou até mesmo por serem peças de troca, certos jogadores terão o seu nome na lista de protegidos independente da sua produção nos últimos anos, para a infelicidade das torcidas.

Por isso, analisamos as movimentações que vem acontecendo nos últimos dias, as opiniões dos torcedores e a produção dos jogadores nas temporadas mais recentes para trazer a nossa opinião sobre alguns dos jogadores que provavelmente serão protegidos, mas não deveriam ser. Segue a lista!

Buffalo Sabres – Rasmus Ristolainen, defensor

Essa é uma opinião em comum na torcida de Buffalo e para os jornalistas que cobrem o time: Ristolainen será protegido pelo Sabres. É claro que o jogador tem sido uma peça fundamental para o time há oito anos e é muito importante para Buffalo, mas o prazo de validade desse relacionamento já venceu. Porém, Ristolainen deve ser protegido por ser uma moeda de troca valiosa para Buffalo, tendo alguns times interessados em adquirir o jogador de 26 anos que ainda tem muito talento e habilidade para ajudar outros times pela liga.

Foto: Twitter/Buffalo Sabres

O problema aqui é que Buffalo tem uma vasta seleção de defensores jovens esperando para serem escolhidos para fazer parte do time oficial e Ristolainen ocupa um lugar muito alto para ser substituído por um rookie. A melhor saída, tanto para o Sabres, quanto para o jogador, é deixá-lo ir embora. Agora o que devemos descobrir em breve é se o general manager Kevyn Adams fará isso por expô-lo ao Kraken ou por meio de trocas.

Columbus Blue Jackets – Max Domi, central

Max Domi chegou a Columbus no que pode ser considerado uma das piores trocas da offseason de 2020. Ele foi trocado pelo Montreal Canadiens pelos direitos de Josh Anderson, que ajudou o time canadense a chegar à final da Stanley Cup. Anderson não jogava desde 2019 após sofrer uma lesão no ombro que precisou de cirurgia e o afastou por meses. Não se sabia se ele conseguiria voltar a produzir como antes, mas ele era um dos principais pontuadores do Blue Jackets junto com Pierre-Luc Dubois e uma peça importante para o time. Se Columbus achou que Domi poderia ser um equivalente a Anderson, levaram um balde de água fria.

Foto: Reprodução/NHL

Apesar de terem a mesma quantidade de pontos durante a temporada regular, Domi não chega nem perto de ter o mesmo jogo defensivo e físico de Anderson, o que fez muita falta para o time na última temporada. Além da produção ter deixado muito a desejar. Ele tem um contrato de US$5,3 milhões que termina ao final da próxima temporada e, apesar de existir a possibilidade de uma recuperação na próxima temporada, não merecia ser protegido.

Edmonton Oilers – Duncan Keith, defensor

O Oilers foi atrás de sarna para se coçar. A troca por Duncan Keith aconteceu quatro dias antes da janela para trocas ser fechada para o Draft de Expansão, mas isso muda muita coisa para Edmonton. Duncan Keith tem uma cláusula de não-movimentação que será levada junto com ele para o time canadense, mesmo que ele tenha aberto uma exceção para ser trocado. Isso significa que agora Edmonton terá que abrir mão da proteção de um dos seus defensores para proteger o veterano recém-chegado e isso pode causar um grande problema para o sistema defensivo do time.

draft de expansão
Foto: Danny Murphy/Icon Sportswire

Keith pode até se recuperar da temporada passada – que foi bem ruim – mas ele tem 36 anos e, apesar de ainda ter pique, Edmonton tem vários defensores jovens que poderiam ocupar o lugar que ele estará pegando para si agora. Para protegê-lo, caso ele não permita que o time o exponha para o Draft de Expansão, Edmonton tem uma dura decisão em mãos: proteger Oscar Klefbom, que antes da sua lesão que o deixou afastado na última temporada era uma peça importantíssima para a defesa do Oilers, ou proteger Ethan Bear, que é jovem e está se tornando um jogador chave para a equipe. Pelo que está sendo divulgado por jornalistas que estão acompanhando de perto, Keith não abrirá mão da proteção e colocará o time em uma saia justa. 

Vancouver Canucks – Tyler Myers, defensor

O Vancouver Canucks tem feito movimentações questionáveis nos últimos anos e ter re-assinado Tyler Myers por mais cinco anos em 2019 foi uma delas. É claro, o jogador consegue ficar no gelo por mais de dois minutos a cada shift e é uma máquina, mas ele também tem um dos maiores números em minutos de penalidade da liga e, conforme fica mais velho, esses números só pioram.

draft de expansão
Foto: Jeff Vinnick/Getty Images

Para a sorte do Canucks, Quinn Hughes não precisará de proteção por ser isento, mas Myers é uma bagagem grande e cara que não seria protegida caso o mais novo precisasse de um lugar. 

Washington Capitals – Ilya Samsonov, goleiro

Essa é uma opinião polêmica, mas necessária. O Capitals provavelmente vai perder um dos seus goleiros jovens para Seattle no Draft de Expansão e será um problema no futuro. A nossa aposta é que Samsonov será o protegido da vez, por declarações do técnico do time de que ele seria o “futuro do time”. Porém, o problema aqui é: o goleiro não é o jogador mais responsável do mundo e pode se mostrar um problema no futuro. Samsonov contraiu COVID duas vezes ao longo da temporada, forçando o seu reserva, Vitek Vanecek, a assumir o posto de goleiro titular por boa parte dos jogos da temporada.

draft de expansão
Foto: Geoff Burke-USA TODAY Sports

No final da temporada e no início dos playoffs, Samsonov também estava afastado de quarentena e Vanecek sofreu uma lesão no primeiro jogo da série contra o Boston Bruins, levando o time a recorrer ao veterano Craig Anderson, que não tinha uma vitória em playoffs desde 2017. É claro que a derrota para o Bruins na primeira rodada vai muito além de um jogo, mas Samsonov foi parte do problema. O que resta ao goleiro agora é provar, caso seja protegido, que ele pode ser parte da solução também.


Lembrando que a lista oficial de jogadores protegidos sai no dia 17 de julho. Fiquem de olho no Twitter e Instagram da NHL Brasil para a cobertura do Draft de Expansão!

Share this post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email