contratos na nhl

Como funcionam os contratos na NHL?

Cap hit, UFA, RFA, arbitration, NMC, waivers, offer sheet, buyout. São tantos termos e siglas que às vezes fica difícil de acompanhar, mas prometemos: não é um monstro de sete cabeças. Tudo isso surge em conversas quando o assunto é contratos na NHL, especialmente durante a offseason. Vamos mostrar tudo para vocês neste post!

Antes de começar nosso glossário, é preciso lembrar que se um jogador não tiver assinado algum contrato na NHL até o dia 01/12, ele não está elegível para jogar na atual temporada. Além disso, os times da NHL tem um limite de jogadores sob contratos. O elenco da liga não pode ultrapassar 23 jogadores antes da trade deadline (excluindo jogadores em LTIR, que iremos falar mais sobre a seguir), após a deadline esse limite de contratos é removido. O time também não pode ter mais que 50 jogadores sob contrato (incluindo NHL, ligas menores). Jogadores que se enquadram nos seguintes três requisitos estão isentos da regra dos 50 contratos:

  • Tem 18 ou 19 anos;
  • Jogam em ligas juniores ou europeias;
  • Tem menos de 11 jogos na atual temporada da NHL.

Dito isso, vamos começar com os tipos de contratos que podemos encontrar na liga.

Tipos de Contratos na NHL

Existem dois tipos básicos de contratos na NHL: o Standard e 35+. Dentro do primeiro, temos outros três que tratam sobre os calouros e a AHL – American Hockey League, a liga menor associada à NHL.

Standard Player’s Contract (SPC): São os contratos padrões profissionais. Incluem contratos one-way, two-way e entry-level.

One-Way: É o contrato padrão e mais usado. Ele significa que o jogador sob esse contrato receberá o mesmo salário independente da liga que ele esteja jogando (NHL/AHL por exemplo). Os jogadores mais bem estabelecidos e mais bem pagos estão sobre esse contrato

Two-Way: O jogador sob esse contrato geralmente transita entre a NHL e AHL, e seu salário depende de qual liga ele está designado. Geralmente é um contrato mais barato.

Entry-level: Esse é o contrato de entrada. Os novatos que chegam por Draft ou como agente livre não draftado, assinam este contrato. Ele tem valor máximo de US$925 mil e sua duração máxima depende da idade do jogador: 

  • Entre 18 e 21 anos: duração de três anos;
  • Entre 22 e 23 anos: duração de dois anos;
  • 24 anos: duração de um ano.

35+: É assinado somente por jogadores com 35 anos ou mais em seu primeiro ano de contrato vigente. É usado pelos times pela flexibilidade em relação ao teto salarial e por valor reduzido de buyout, que vamos falar mais a seguir. Jogadores nesse contrato estão próximos de se aposentar. Os times, no entanto, não se beneficiam de cap reduzido nesse tipo de contrato se:

  • O jogador tem bônus de assinatura após o primeiro ano de contrato;
  • Se o contrato tem variação no salário anual em anos subsequentes.

Cláusulas

Jogadores podem incluir cláusulas em seus contratos apenas se tem sete anos de NHL ou tem mais de 27 anos de idade. Estas cláusulas falam sobre a liberdade do time de movimentar o jogador para outra franquia.

No-Movement Clause (NMC): É a cláusula de não-movimento. Tem as seguintes regras:

  • O jogador não pode ser trocado, designado a ligas menores ou colocado em waivers sem seu consentimento;
  • O jogador precisa ser protegido em caso de Draft de Expansão;
  • O jogador não está isento de buyouts ou término de contrato;
  • Se o jogador aceitar ser trocado ou posto em waivers, a cláusula pode continuar no contrato do jogador em seu novo time, caso a equipe aceite;
  • Se o jogador for trocado antes da cláusula entrar em efeito, o novo time pode cancelar a cláusula.

No-Trade Clause (NTC): É a cláusula de não troca, também chamada de Full No Trade Clause ou Full NTC. Com ela, o jogador não pode ser trocado sem seu consentimento, precisando que ele dispense a cláusula. Ainda, tem as seguintes regras:

  • O time não precisa de consentimento do jogador para colocá-lo em waivers ou designá-lo a ligas menores;
  • O jogador não está isento de buyouts ou término de contrato;
  • Se o jogador aceitar ser trocado ou posto em waivers, a cláusula pode continuar no contrato do jogador em seu novo time, caso a equipe aceite;
  • Se o jogador for trocado antes da cláusula entrar em efeito, o novo time pode cancelar a cláusula.

NTC modificada: É uma variação da cláusula de não troca. Nela, o jogador submete uma lista de times em que ele pode ou não pode ser trocado sem seu consentimento. O número de times incluídos na lista é determinado nas negociações. Essa cláusula tem as mesmas regras da Full NTC.

Free agency

Durante a free agency ouvimos vários termos relevantes quando o assunto é contratos na NHL. Vamos falar sobre alguns deles.

Unrestricted Free Agent (UFA): Agente livre irrestrito. Eles podem assinar com qualquer time da NHL.  O jogador se qualifica para ser UFA quando:

  • Tem 27 anos em 30 de junho no ano em que seu contrato atual expira;
  • Tem sete temporadas jogando na NHL, tendo jogado no mínimo 40 jogos sendo atacante/defensor ou 30 jogos sendo goleiro.

Ou

  • Tem 25 anos ou mais em 30 de junho no ano em que seu contrato atual expira;
  • Jogou três ou mais temporadas profissionais (NHL, ligas menores como a AHL ou ligas europeias, mas sob um contrato padrão), jogando 11 ou mais jogos se tiver 18/19 anos ou uma partida se 20 ou mais anos,
  • Tem menos de 80 jogos na NHL sendo atacante/defensor ou 28 jogos na NHL com mais de 30 minutos se for goleiro

Ou:

  • Jogador é RFA e não recebeu uma oferta qualificatória do time que tem os direitos do seu contrato.

Restricted Free Agent (RFA): Agente livre restrito. Esse grupo geralmente é formado por jogadores que terminaram seu primeiro contrato profissional, tem experiência profissional de acordo com a idade que assinaram o contrato (três anos para idades 18-21, dois anos para idades 22-23 e um ano para idades 24 e acima) e receberam uma oferta qualificatória do time que têm seus direitos. Recebendo a oferta, o jogador pode então negociar com o time, e caso a oferta não seja do gosto do jogador, ele pode entrar com arbitration. O jogador RFA só pode negociar com outros times caso receba uma offer sheet.

Caso o jogador não tenha a experiência requerida após o fim do contrato, ele se enquadra na regra 10.2(c), onde ele só pode negociar com o time dono dos seus direitos e não pode receber offer sheets de outros times. Também não podem entrar com ação de arbitragem.

Se o RFA não receber uma oferta qualificatória do time que detém seus direitos de contrato, ele se torna um agente livre irrestrito.

Arbitration: Caso o RFA não concorde com o salário oferecido pela qualifying offer do time, ele pode entrar com uma ação de arbitragem, onde o jogador entra com uma contra-proposta de salário e um juiz mediador negociará o valor do contrato com ambas as partes.

Qualifying offer: Oferta qualificatória. É uma oferta que os times mandam para os jogadores RFA, a fim de manter seus direitos sobre o atleta. Seu valor é calculado com base no salário do último contrato do jogador e em relação ao salário mínimo da liga. Essa oferta tem duração de um ano. O atleta pode então aceitar a oferta, rejeitar a oferta (o time ainda retêm os direitos sobre o jogador) ou levar a oferta para arbitragem. Se o time não mandar essa oferta qualificatória para o jogador, ele deixa de ser RFA e está liberado para negociar com qualquer time da NHL.

Offer sheet: Times podem mandar ofertas para jogadores RFA de outras equipes, ou seja, jogadores fora dos seus direitos de contrato. Se o jogador aceitar, ele se transfere para a equipe que o contratou e essa equipe manda uma compensação para o time que detinha os direitos do jogador em forma de escolhas de draft. A quantidade dessas escolhas são determinadas pelo valor do contrato. Segue na tabela abaixo, lembrando que os times precisam ter essas escolhas compensatórias no momento da assinatura de contrato:

Salário anual (AAV) - em dólaresCompensação - em escolhas de draft
Até US$1.356.540Sem compensação
US$1.356.541 - US$2.055.364Escolha de 3ª rodada
US$2.055.365 - US$4.110.732Escolha de 2ª rodada
US$4.110.733 - US$6.166.096Escolha de 1ª rodada e 3ª rodada
US$6.166.097 - US$8.221.463Escolha de 1ª rodada, 2ª rodada e 3ª rodada
US$8.221.464 - US$10.276.829Duas escolhas de 1ª rodada, uma de 2ª rodada e uma de 3ª rodada
Mais de US$10.276.830Quatro escolhas de 1ª rodada

Outros termos relacionados a contratos na NHL

Por fim, vamos falar de outros termos que estão relacionados à conversa sobre contratos na NHL!

Professional try-out (PTO): São contratos para testes de jogadores durante a pré-temporada. Não tem influência sobre o teto salarial.

Signing Bonus: São bônus de salário que os jogadores recebem apenas por assinar o contrato, independente da performance no gelo.

Performance Bonus: São bônus salariais recebidos acertados entre time e jogador por performance no gelo, caso o jogador cumpra os requerimentos determinados em seu contrato. Esse bônus conta contra o cap space, porém esse limite pode ser excedido pela regra de performance bonus em 7,5% do máximo de teto salarial.

Somente podem assinar esses bônus:

  • Jogadores em contrato entry-level;
  • Jogadores com contrato de um ano e acima de 35 anos;
  • Jogadores com contrato de um ano retornando de lesões de longo termo, ou LTIR (falaremos mais a seguir), tem 400 jogos na NHL e que passou 100 dias ou mais em LTIR no último ano de seu último contrato.
  • Cap Hit: É o valor que conta para o teto salarial. É definido dividindo o valor total do salário pago somado com bônus de assinatura ou performance pela duração do contrato.

Buyout: É a ação do time de encerrar o contrato do jogador, comprando o valor restante e reduzindo o impacto do salário no cap space da equipe. O valor do buyout é carregado no teto salarial pelo dobro do tempo restante de contrato e para ser realizado o time precisa colocar o jogador em waivers incondicionais. O buyout é definido pela idade do jogador no momento da ação:

  • Se tem menos de 26 anos, buyout de ⅓ do valor restante do contrato;
  • Se tem 26 anos ou mais. buyout de ⅔ do valor restante do contrato.

Waivers: Os times colocam jogadores em waivers quando estão os designando para ligas menores. No entanto, outros times podem adquirir os direitos dos jogadores  que estão nos waivers sem dar nada em troca. Os jogadores permanecem nos waivers por 24 horas, começando às 12h00 ET (13h00 no horário de Brasília). Alguns jogadores são isentos, e podem transitar entre a NHL e AHL sem passar por waivers:

  • Jogadores que passaram por waivers nos últimos 30 dias (cumulativos), não estão em elencos da NHL e não jogaram mais que 10 partidas na NHL nesse período;
  • Seguindo a seguinte tabela:
Ano de Assinatura do contrato Entry-Level (skaters)Anos após assinaturaJogos pela NHLAno de Assinatura do contrato Entry-Level (goleiros)Anos após assinaturaJogos pela NHL
18516018680
19416019580
20316020480
2138021460
2237022460
2336023360
2426024260
25+1-25+1-

Unconditional waivers: essa lista de waivers é usada apenas quando o time está terminando o contrato com o jogador, seja por rescisão ou buyout.

Long term injury reserve (LTIR): Lista de lesionados a longo termo. Os jogadores nesta lista de lesionados ficam fora por no mínimo 10 jogos e 24 dias, e o seu salário não conta no teto salarial (cap hit).

Salários retidos: times podem reter uma porcentagem dos salários em negociações, dividindo o valor entre duas ou mais equipes. As regras para esse tipo de transação são as seguintes:

  • A porcentagem retida não pode exceder 50% do salário (incluindo bônus);
  • A porcentagem deve ser a mesma entre salário e cap hit;
  • Os times podem ter apenas três salário retidos por temporada;
  • Times não podem ter mais que 15% do seu teto salarial em salários retidos;
  • Jogadores são limitados a duas retenções de salário por contrato;
  • O time não pode readquirir o jogador que teve seu salário retido por no mínimo um ano após a realização da troca, ou se o jogador teve seu contrato terminado antes da marca de um ano;
  • Os times envolvidos na retenção do salário terão implicações no cap space caso haja um buyout do jogador em questão;
  • Os times que retém salário terão o valor total retido contando contra o cap mesmo se o jogador for designado para ligas menores (considerando que o contrato do jogador seja two-way).

Reserve List: É a lista que reúne todos os jogadores em que os times da NHL têm direitos sobre. Inclui jogadores draftados ainda sem contrato, jogadores draftados com contrato, todos os jogadores sob contrato padrão e jogadores com contrato padrão que ainda jogam em ligas juniores/college.

Call up: É quando os jogadores são promovidos da AHL para o elenco da NHL.

Estes são os termos mais comuns de se ouvir quando o assunto é contratos na NHL. Qual outro assunto da liga você quer ver por aqui? Deixe seu comentário ou fale conosco pelo Twitter ou Instagram!

Share this post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email