colorado avalanche é campeão da stanley cup

Colorado Avalanche é o campeão da Stanley Cup

O Colorado Avalanche é o grande campeão da temporada 2021-22 da NHL! Depois de 21 anos, o time de Denver leva a Stanley Cup para casa novamente. O caminho nessa pós-temporada não foi o mais difícil, mas a maratona para chegar neste momento foi longa.

Mas, hoje vamos falar das Finais da Stanley Cup entre o Colorado Avalanche e o Tampa Bay Lightning!

Jogo 1 – Colorado Avalanche 4 x 3 Tampa Bay Lightning

O primeiro jogo das Finais da Stanley Cup foi bem movimentado e disputado, mas começou com total domínio do time da casa. No primeiro período, o Colorado Avalanche abriu o placar com Gabriel Landeskog e menos de dois minutos depois aumentou com Valeri Nichushkin. Nick Paul diminuiu para o Tampa Bay Lightning após uma sequência de erros dos Avs – o gol contou com uma assistência de Brayden Point, que jogou pela primeira vez desde o jogo 7 contra o Toronto Maple Leafs na primeira rodada dos playoffs. Porém Artturi Lehkonen fez o terceiro gol do time de Denver em um 5-contra-3 no power play. Tudo isso aconteceu no primeiro período de jogo!

No segundo terço da partida, o domínio foi do Tampa Bay Lightning. Ondrej Palat fez o segundo dos visitantes após uma ótima jogada de Nikita Kucherov e Mikhail Sergachev empatou. Depois disso, não tivemos mais nenhum gol, mas não quer dizer que não foi emocionante. Faltando menos de um minuto e meio para o fim do jogo, Pat Maroon cometeu uma penalidade de delay of game e o Avalanche teve a chance de marcar com um jogador a mais. Eles não aproveitaram e a vantagem foi para a prorrogação.

No overtime, Colorado não aproveitou a vantagem numérica mas também não precisou de muito tempo para decidir o jogo. Com 1:23 jogados, Andre Burakovsky pegou o puck de primeira e mandou para o fundo da rede de Andrei Vasilevskiy. O Avalanche venceu por 4×3 e saiu na frente na grande final!

Jogo 2 – Colorado Avalanche 7 x 0 Tampa Bay Lightning

Já o segundo jogo do confronto foi uma avalanche de gols do Colorado. O time da casa venceu por 7×0 – você não está ouvindo errado. Os Avs tiveram domínio total da partida e encaminharam a série para 2-0.

A festa começou logo no início do jogo. Valeri Nichushkin abriu o placar durante um power play, Josh Manson aumentou e Andre Burakovsky fez 3×0 no primeiro período. No segundo, Nichushkin marcou novamente e Darren Helm colocou o quinto puck nas redes de Andrei Vasilevskiy.

 

No último terço de jogo, Cale Makar marcou duas vezes, primeiro em desvantagem numérica e depois durante um power play, para fechar o placar em 7×0. Para quem estranhou o placar elástico mesmo com Vasilevskiy jogando pelo Tampa Bay Lightning, foi apenas a segunda vez que ele sofreu sete gols em um jogo. Enquanto isso, do outro lado, foi o segundo shutout em playoffs da carreira de Darcy Kuemper

O Colorado Avalanche se tornou o terceiro time da história a vencer de zero e por sete gols ou mais durante as Finais da Stanley Cup, junto com Seattle Metropolitans, que venceu por 7×0 o primeiro jogo contra o Montreal Canadiens em 1919 e o Pittsburgh Penguins, que fez 8×0 no jogo 6 contra o Minnesota North Stars em 1991.

Jogo 3 – Tampa Bay Lightning 6 x 2 Colorado Avalanche

Mas quem achava que o Tampa Bay Lightning não iria reagir estava enganado. No terceiro jogo da série, o primeiro na Flórida, o time da casa foi dominante e venceu por 6 x 2 contra o Colorado Avalanche.

Os visitantes marcaram logo no início do jogo com Valeri Nichushkin mas, após desafio de Jon Cooper, foi marcado um offside e o gol anulado. Para variar, isso gerou polêmica já que o técnico do Lighting teve mais tempo que o normal para desafiar a marcação. Porém, os Avs ainda saíram na frente com gol do capitão Gabriel Landeskog, em um power play no primeiro período, mas sofreram o empate e virada logo depois com gols de Anthony Cirelli e Ondrej Palat.

No segundo terço de jogo, tivemos os outros cinco gols da partida. Nick Paul fez o terceiro de Tampa antes de Gabriel Landeskog marcar para tentar colocar o Avalanche no jogo. Em seguida, Steven Stamkos, Pat Maroon e Corey Perry colocaram números finais no jogo 3 e deram a primeira vitória na série para o Tampa Bay Lightning.

Nikita Kucherov sofreu um cross-checking de Devon Toews na altura do quadril faltando seis minutos para o fim do jogo e não retornou, o que assustou a torcida da casa. Porém, o russo jogou o resto da série normalmente. Além disso, Corey Perry fez história se tornando o primeiro jogador da NHL a marcar um gol em um jogo das Finais da Stanley Cup por quatro times diferentes: Anaheim Ducks, Dallas Stars, Montreal Canadiens e, agora, o Tampa Bay Lightning.

Jogo 4 – Tampa Bay Lightning 2 x 3 Colorado Avalanche (OT)

O jogo quatro não foi como os dois anteriores, mas sim como o primeiro. Em um jogo apertado e que não foi resolvido no tempo regulamentar, o Colorado Avalanche venceu por 3 x 2 e ficou a uma vitória da tão sonhada Stanley Cup.

O time da casa começou pressionando e saiu na frente com gol de Anthony Cirelli com 36 segundos de jogo. No segundo período, Nathan MacKinnon empatou o jogo em um power play, porém Victor Hedman colocou o Lightning na frente novamente com um golaço. Só no terceiro período que o puck voltou para as redes, graças a Andrew Cogliano que empatou o jogo para o Colorado Avalanche. Este foi o primeiro gol em igualdade numérica que o Lightning sofreu em casa desde o jogo 6 da primeira rodada contra o Toronto Maple Leafs.

A prorrogação durou 12 minutos, até que Nazem Kadri colocou o puck no fundo das redes. Os árbitros até demoraram para dar o gol pois o disco ficou preso e, por alguns segundos, todos achavam que Andrei Vasilevskiy havia defendido. Nem Kadri, que recém havia retornado de uma cirurgia na mão e ficou quatro jogos fora, sabia que tinha marcado. Com a sinalização dos juízes, a comemoração veio e o Colorado Avalanche precisava de apenas mais uma vitória para erguer a Stanley Cup novamente após 21 anos!

Após ser retirado do último jogo, Darcy Kuemper fez história no 4º confronto. Ele se tornou o primeiro goleiro a dar uma assistência em um gol no overtime nas Finais da Stanley Cup!

Jogo 5 – Colorado Avalanche 2 x 3 Tampa Bay Lightning

Mas, o Avalanche não iria garantir a taça no jogo 5. O Tampa Bay Lightning mostrou a resiliência de um time bicampeão da Stanley Cup e venceu em Colorado por 3 x 2, obrigando os Avs a esperar um pouco mais.

Os Bolts saíram na frente com gol do defensor Jan Rutta, ainda no primeiro período. Valeri Nichushkin, em um lance bizarro de Vasilevsky, empatou o jogo no segundo terço e Nikita Kucherov colocou o Lightning na frente novamente. Por fim, no início do último período, Cale Makar empatou o placar mas Ondrej Palat, decisivo como sempre, deu números finais ao jogo e deu uma sobrevida ao Lightning na série.

Foi o 12º gol para dar a vitória que Palat marcou nos playoffs, apenas aumentando o recorde que já lhe pertence na franquia da Flórida. Foi também o 3º game-winning goal que o tcheco marcou nos últimos 10 minutos de jogo nesta pós-temporada. 

Jogo 6 – Tampa Bay Lightning 1 x 2 Colorado Avalanche 

Isso tudo não foi o suficiente para o Tampa Bay Lightning, que não conseguiu segurar o Colorado Avalanche no jogo 5 em casa. Os Avs venceram por 2 x 1 para fechar a série e conquistar a tão sonhada Stanley Cup!

Foi mais um jogo equilibrado entre as duas equipes, tal qual se espera de uma final, nenhum dos dois times queria errar. No início da partida, foi possível notar que o Avalanche estava mais nervoso do que o já experiente Lightning, Cale Makar cometeu erros que normalmente não faz. Um deles rendeu o primeiro gol da partida, que foi do capitão Steven Stamkos para o Tampa Bay Lightning, após um turnover do jovem defensor do time de Denver.

No segundo período, já sem o nervosismo inicial, o Colorado Avalanche entrou na partida de vez. Logo no início, Nathan MacKinnon empatou a partida e Artturi Lehkonen virou. Lembrando que foi dele o gol para levar o Colorado para a grande final, nada mais justo que seja dele também o que deu o título para os Avs! Ele terminou os playoffs com quatro game-winning goals, líder no quesito.

No último período da temporada 2021-22 da NHL, o Tampa Bay Lightning até tentou, porém o time visitante foi perfeito e chegou a dominar os chutes no gol, com nove contra cinco dos Bolts. Nos momentos finais, o capitão Gabriel Landeskog teve um bloqueio sensacional que quebrou a lâmina do seu patins e Nathan MacKinnon precisou ajudá-lo a sair do gelo enquanto Tampa se preparava para atacar novamente em busca do empate que manteria o time vivo. Porém, nada feito para os bicampeões. O sonho do tri acabava ali e o Colorado Avalanche se consagrou campeão da Stanley Cup! 

Gabriel Landeskog recebeu a sonhada Stanley Cup e ergueu a taça pela primeira vez em sua carreira. Foi o terceiro título do Colorado Avalanche, que venceu em 1996 e 2001. As outras duas vezes, quem recebeu Lorde Stanley foi Joe Sakic, que é o atual general manager da equipe. Foram 21 anos de espera por este momento que vem sendo planejado e construído há muito tempo. 

A taça já sofreu um pouco com os jogadores no gelo, mas vem aí semanas de comemorações e situações inusitadas com a Stanley Cup!

Cale Makar vence o Conn Smythe

Cale Makar foi escolhido como o jogador mais valioso das Finais da Stanley Cup e levou o troféu Conn Smythe para casa. A prateleira do jovem defensor está lotada, uma vez que ele também ganhou o Norris Trophy de melhor defensor da temporada. Além disso, ele venceu o Calder Trophy em 2020, sua primeira temporada, e o Hobey Baker Award, prêmio concedido ao melhor jogador da temporada de hóquei universitário na NCAA, em 2019. Ele também se juntou a nomes pesados como os únicos defensores que venceram o Norris e o Conn Smythe na mesma temporada: Bobby Orr, em 1970 e 1972, e Nicklas Lidstrom em 2002. Ele foi apenas o quarto defensor a vencer o prêmio nos últimos 20 anos e é o mais novo em 52 anos a realizar tal feito. 

O camisa 8 fez uma pós-temporada incrível, sendo o terceiro jogador com mais pontos nos playoffs e, consequentemente, no Colorado Avalanche também. Ele terminou os playoffs com 29 pontos, sendo oito gols e 21 assistências, sendo a maior quantidade de pontos por um defensor na pós-temporada da NHL em 28 anos e a quarta na história da liga. 

A importância do jovem defensor para a equipe é visível. Mas é importante também ressaltar que Gabriel Landeskog, quando questionado sobre o que outros times poderiam aprender com a campanha dos Avs, disse “encontrem um Cale Makar em algum lugar”.

O Recap das Séries estará disponível no nosso canal do YouTube. Lá, você também pode conferir os recaps das outras séries dos playoffs em vídeo!

Share this post

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email