Jack Eichel jogando pelo Buffalo Sabres

Buffalo Sabres retira o título de capitão de Jack Eichel

Jack Eichel não é mais capitão dos Buffalo Sabres. O general manager Kevyn Adams anunciou a decisão na quinta-feira (23) depois que Eichel não teve êxito no seu exame físico durante o training camp. Isto ocorreu devido à lesão de hérnia de disco em seu pescoço. Eichel foi colocado na lista de injury reserve. O GM ainda confirmou que não nomeará um novo capitão nesta temporada.

“Falei com Jack há dois dias, falei com a equipe ontem e abordei isso [a capitania]”, disse Adams. “Do nosso ponto de vista, o capitão é o coração da sua equipe, e estamos em uma situação em que sentimos que precisávamos tomar essa decisão. […] Há muitas vozes [de jogadores] lá dentro que são fortes, que são bons profissionais. Então, vamos apenas, em vez de nos apressar nisso [novo capitão], vamos deixar acontecer.”

O histórico de Jack Eichel

Selecionado por Buffalo com a escolha número 2 no Draft da NHL de 2015, Eichel marcou 355 pontos (139 gols, 216 assistências) em 375 jogos da NHL. Ele marcou pelo menos 24 gols em cada uma de suas cinco primeiras temporadas na NHL, incluindo um recorde pessoal de 36 gols na temporada de 2019-20.

Eichel foi nomeado capitão no dia 3 de outubro de 2018, um ano depois de assinar um contrato de oito anos de 80 milhões de dólares (valor médio anual de 10 milhões).

O central de 24 anos tem sido objeto de rumores de trocas em parte por causa de um desacordo com o time sobre como tratar sua lesão no pescoço. A hérnia de disco o manteve fora dos 33 últimos jogos na temporada passada.

“O que eu diria é que estamos abertos [a uma negociação]”, disse Adams. “Como eu disse antes, com qualquer jogador, como tornamos nossa organização melhor? Nós temos um plano. Vamos nos ater ao nosso plano a curto prazo, um pouco médio e, em seguida, a longo prazo, vamos cumpri-lo. […] Não consigo prever o futuro. O que posso dizer é que, quando for o momento certo de termos uma solução, tomaremos a decisão certa.”

O que levou à situação

Eichel expressou interesse em uma cirurgia de substituição artificial do disco, mas os Sabres disseram que a equipe médica do time não está confortável com a opção. O motivo para o desconforto é o fato de a cirurgia em questão nunca ter sido realizada em um jogador da NHL. Por isso, a equipe médica optou por uma abordagem menos invasiva, com descanso e reabilitação. 

Adams reconheceu que Eichel agora precisa de cirurgia no pescoço, mas disse que os lados ainda discordam sobre qual deve ser o procedimento. Ele informou que Eichel recusou a opção apresentada pelo time, uma cirurgia de fusão, e os Sabres não querem que ele recorra à substituição do disco.

“Neste momento, Jack não está disposto a aceitar com o que nossos médicos estão sugerindo que é a cirurgia de fusão”, disse Adams. “Então vamos continuar trabalhando em direção a soluções. […] O que posso dizer é que temos absoluta confiança em nossos médicos. Eles são os especialistas. Eles são consistentes desde o primeiro dia. Como mencionei, para nós, a saúde de Jack vem em primeiro lugar, não como jogador mas sim como pessoa. Em segundo lugar, como passar por um processo em que você espera evitar a cirurgia e colocar um jogador de volta no gelo?

“Dou muito crédito a Jack por ter feito a sua pesquisa e tentar entender diferentes opções. Mas nossos médicos foram claros desde o início. Se chegarmos a esse ponto, foi aí que eles sentiram que ficariam confortáveis.”

Eichel mudou de agente para tentar acelerar o processo de troca

Eichel, que continuará sua reabilitação, mudou recentemente de agente. Agora, o central é representado por Pat Brisson, cujos clientes incluem Sidney Crosby, central do Pittsburgh Penguins, e John Tavares, central do Toronto Maple Leafs. Ele era representado anteriormente por Peter Fish e Peter Donatelli.

“Conversei com seus agentes anteriores diariamente, [agora com] Pat Brisson diariamente”, disse Adams. “Houve muita comunicação. Jack está aqui para fazer o exame físico dele. Ele deixou claro para mim que não quer ser uma distração. Ele não quer atrapalhar o que estamos tentando construir aqui, então ele continuará sua reabilitação, não necessariamente nesta instalação, diariamente, mas depois trabalharemos para onde vamos a partir daqui.”

Perguntaram a Adams se Eichel havia jogado seu último jogo por Buffalo.

“Eu provavelmente sugeriria que todos nesta sala e em todo o mundo do hóquei acreditam que um Jack Eichel saudável é um jogador de franquia, e esse tipo de situação não aparece com muita frequência quando jogadores são movidos”, disse ele. “Eu sei que muitas coisas foram especuladas. Acreditamos que há valor em Jack Eichel e faremos o que precisarmos fazer como organização para fazer o melhor que pudermos daqui para frente, e é assim que vamos lidar com isso.”

A opinião dos jogadores e equipe técnica

O treinador Don Granato disse que os Sabres não têm escolha a não ser seguir em frente até que a situação seja resolvida.

“Você vai ser perguntado sobre isso, a cada viagem, você vai ser perguntado sobre isso”, disse Granato. “Como pode não ser uma distração quando você vai continuar ouvindo sobre isso? […] Posso entrar aqui e falaremos sobre Jack, e é apropriado falar sobre Jack. Mas quando caminhamos lá fora [no gelo], há tanta coisa para fazer que simplesmente não se torna a distração.

“[…] Eu o vi fazer algumas coisas bem espetaculares. Mas, novamente, estamos em uma situação em que ele claramente, por causa do que está acontecendo aqui, tem que se concentrar nisso também. E estou animado quando ele volta para vê-lo, você sabe, mesmo que estejamos falando da capitania, ele não precisa disso. Posso te dizer aqui, ele foi ótimo. Ele era um grande capitão aqui.”

O atacante Zemgus Girgensons se juntou aos Sabres na temporada 2013-14 e é companheiro de equipe de Eichel desde que entrou na NHL em 2015-16.

“É uma situação difícil”, disse Girgensons, que perdeu toda a temporada passada depois de fazer uma cirurgia no músculo posterior da coxa em janeiro. “Sou amigo, companheiro de equipe de Jack há muito tempo. É uma posição difícil. Desejo tudo de bom a ele. Espero que ele consiga o que quer. […] O foco aqui está apenas em nós trabalharmos no camp.”

Os Sabres (15-34-7) foram os últimos na classificação da NHL na última temporada e perderam os Playoffs da Stanley Cup pela 10ª temporada consecutiva. Buffalo perdeu 18 jogos seguidos (0-15-3) em fevereiro.

Foto: AP Photo/Jeffrey T. Barnes

Este texto foi traduzido e adaptado, para ler o original acesse NHL.com

Share this post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email